Se abrirmos as portas

Segue a sugestão que recebi de um amigo padre a fim de que estas eleições sejam continuamente acompanhadas pela oração. Tente sugerir isso ao seu pároco.

Se abrirmos as portas, - Cristo se manifestará mais forte ...

Ainda é tempo.

Segue a sugestão para organizar

A ADORAÇÃO EUCARÍSTICA

do próximo sábado após a missa vespertina até o fechamento das urnas no domingo

– interrompida apenas pela celebração das Santas Missas dominicais -,

implorando a Divina Misericórdia para o nosso país conforme Santa Faustina foi instruída e como escreve no seu Diário:

POR SUA DOLOROSA PAIXÃO, TENDE MISERICÓRDIA DE NÓS E DO NOSSO BRASIL!

Na sexta-feira 13.09.[1935]

À noite, quando me encontrava na minha cela, vi o Anjo executor da ira de Deus. Estava vestido de branco, o rosto radiante e uma nuvem a seus pés. Da nuvem saíam trovões e relâmpagos para as suas mãos e delas só então atingiam a Terra. Quando vi esse sinal da ira de Deus, que deveria atingir a Terra, e especialmente um determinado lugar que não posso mencionar por motivos bem compreensíveis, comecei a pedir ao Anjo que se detivesse por alguns momentos, pois o mundo faria penitência. Mas o meu pedido de nada valeu perante a ira de Deus. E foi nesse instante que vi a Santíssima Trindade. A grandeza de Sua majestade transpassou-me profundamente e eu não ousava repetir a minha súplica. Porém, nesse mesmo momento senti em mim a força da graça de Jesus que reside na minha alma; e, quando me veio a consciência dessa graça, imediatamente fui arrebatada até o Trono de Deus. Oh! Como é grande o nosso Senhor e Deus, e como é inconcebível a Sua santidade! E nem sequer vou tentar descrever essa grandeza, porque em breve todos O veremos como Ele é. Comecei, então, suplicar a Deus pelo Mundo com palavras ouvidas interiormente.

Quando assim rezava, vi a impossibilidade do Anjo em poder executar aquele justo castigo, merecido por causa dos pecados. Nunca tinha rezado com tanta força interior como naquela ocasião.

As palavras com que suplicava a Deus eram as seguintes:

‘Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e o Sangue, a Alma e a Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e dos do mundo inteiro; pela Sua dolorosa Paixão, tende Misericórdia de nós’. (Diário. A Misericórdia Divina na minha alma, Apostolado da Divina Misericórdia, Curitiba – PR, 37ª ed., 2010, n. 474 e 475).

Isso foi a origem do Terço da Divina Misericórdia. Jesus prometeu muitas graças àqueles que o rezarem.

Vamos então rezar este terço durante esta adoração.

Reza-se da seguinte forma:

Inicia-se com o Pai nosso, uma Ave Maria e o Creio.

Nas contas maiores se reza:

Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e o Sangue, a Alma e Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e dos do mundo inteiro.

Nas contas pequenas (ajustados a nossa situação):

Por Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do nosso Brasil!

Será também muito oportuno renovar nesta ocasião a Consagração do Brasil a Nossa Senhora Aparecida.

Senhora Aparecida, o Brasil é vosso!

Rainha do Brasil, abençoai a nossa gente!

Tende compaixão do vosso povo!

Socorrei os pobres!

Consolai os aflitos!

Iluminai os que não têm fé!

Convertei os pecadores!

Curai os nossos enfermos!

Protegei as criancinhas!

Lembrai-vos dos nossos parentes e benfeitores!

Guiai a mocidade!

Guardai nossas famílias!

Visitais os encarcerados!

Norteai os navegantes!

Ajudai os operários!

Orientai o nosso Clero!

Assisti os nossos bispos!

Conservai o Santo Padre!

Defendei a Santa Igreja!

Esclarecei o nosso Governo!

Ouvi os que estão presentes!

Não vos esqueçais dos ausentes!

Paz ao nosso povo!

Tranqüilidade para a nossa terra!

Prosperidade para o Brasil!

Salvação a nossa Pátria!

Senhora Aparecida, o Brasil vos ama, o Brasil em vós confia!

Senhora Aparecida, o Brasil tudo espera de vós!

Senhora Aparecida, o Brasil vos aclama!

Salve, Rainha!

Comentários

Marcela disse…
Parabéns, padre! Pela formação empenhada que o senhor tem dado a todos nós, principalmente nas questões morais e jurídicas no que se refere à vida, família, namoro, castidade e agora eleições, que envolve todos esses temas! Vou participar deste momento de oração e que Deus se compadeça de nós brasileiros, por intercessão do Imaculado Coração de Maria!
Marina Freund disse…
Prezado e Reverendo Padre Lodi,
Salve Maria! Muito agradeço por sua caridosa e sempre tão lúcida instrução querido Pe. Lodi... Cada e-mail seu, nestes últimos meses tomei como missão passar adiante ao maior número de pessoas... E vi muitas pessoas dizerem o seguinte: que maravilha, se Pe. Lodi disse isto ( referindo-se às suas instruções sobre como votar) já sinto-me mais seguro do que fazer e de como votar!!
Havia ainda confusão sobre o que fazer, como votar... Como alguns, mesmo sendo religiosos sinceros, agiram como Pilatos, lavando as mãos e abstendo-se de opinar, isto trouxe muita confusão.
E o senhor, combativo como sempre à favor dos valores cristãos, trouxe luz a tudo isto, em acordo com seu Bispo e com a Igreja Católica. Trouxe uma direção a tomar no sentido de minorarmos os ataques aos nossos valores!! PARABÉNS, MUITOS!! Estarei orando conforme sua instrução! Que Nosso Senhor o proteja dos inimigos e o cumule de graças sempre !
Marina Freund
Maite Tosta disse…
Padre, Olha a última das Caóticas pelo Direito de Matar !

http://catolicasonline.org.br/ExibicaoNoticia.aspx?cod=1079
Alex disse…
Salve Maria!

Pe. Luiz Carlos,

hoje na oração do terço com minha mãe, rezamos para que estas eleições de 2010 sejam conformes à vontade de Deus!
Alex disse…
Pe. Luiz Carlos, gostaria de partilhar com o senhor e com seus demais leitores, as palavras belíssimas do Papa Bento XVI em sua Encíclica Deus Caritas Est que nos iluminam muito.

"Quanto mais alguém trabalhar pelos outros, tanto melhor compreenderá e assumirá como própria esta palavra de Cristo: «Somos servos inúteis» (Lc 17, 10). Na realidade, essa pessoa reconhece que age, não em virtude de uma superioridade ou de uma maior eficiência pessoal, mas porque o Senhor lhe concedeu este dom. Às vezes, a excessiva vastidão das necessidades e as limitações do próprio agir poderão expô-lo à tentação do desânimo. Mas é precisamente então que lhe serve de ajuda saber que, em última instância, não passa de um instrumento nas mãos do Senhor; libertar-se-á assim da presunção de ter de realizar, pessoalmente e sozinha, o necessário melhoramento do mundo. Com humildade, fará o que lhe for possível realizar e, com humildade, confiará o resto ao Senhor. É Deus quem governa o mundo, não nós." Papa Bento XVI, Deus Caritas Est, nº35.

http://www.evangelhoquotidiano.org/main.php?language=PT&module=commentary&localdate=20101003
Alex disse…
"É DEUS QUEM GOVERNA O MUNDO, NÃO NÓS". Papa Bento XVI
Alex disse…
Pe. Luiz Carlos

Salve Maria!

Depois das eleições de domingo passado (3 de outubro), vê-se que as orações por elas não foram em vão!!!

Mudando um pouco de assunto, hoje, 5 de outubro é a memória litúrgica de Santa Faustina Kowalska, a "Apóstola da Divina Misericóridia".

Gostaria de sugerir ao senhor que escreva algo sobre ela.

E, aproveitando a oportunidade deixo aqui um pequeno texto sobre ela:

Santa Faustina, religiosa, +1935
(5 de outubro)

Maria Faustina Kowalska, ou, simplesmente, Santa Faustina (Lodz, 25 de Agosto de 1905 - Cracóvia, 5 de Outubro de 1935) foi uma religiosa e mística polaca.
Conhecida como "apóstola da Divina Misericórdia", é considerada pelos teólogos como fazendo parte de um grupo de notáveis místicos da Igreja Católica. Entrou para a vida religiosa em 1924 na congregação das Irmãs de Nossa Senhora da Misericórdia.
Um dos seus confessores, Padre Sopocko, exigiu de Santa Faustina que escrevesse as suas vivências num diário espiritual. Este diário compõe-se de alguns cadernos. Desta forma, não por vontade própria, mas por exigência de seu confessor, ela deixou a descrição das suas vivências místicas, que ocupa algumas centenas de páginas.
Foi canonizada a 30 de Abril de 2000, pelas mãos de João Pauylo II que igualemente instituiu a Festa da Divina Misericórdia.

cf. wikipedia.org


http://www.evangelhoquotidiano.org/main.php?language=PT&module=saintfeast&localdate=20101005&id=12405&fd=0
Paula Santos disse…
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Alex disse…
Prezada Sra. Paula Santos, a senhora está tremendamente enganada a respeito da CNBB e de sua autoridade.

A CNBB é apenas uma entidade que serve para aproximar os bispos uns dos outros e ela não tem autoridade maior do que cada bispo em sua diocese.

O bispo de cada diocese é que é a maior autoridade em sua diocese, depois do Papa.

Além disso, cada bispo deve estar em comunhão com o Papa, bem como cada católico. Bispo que ensina em desacordo com o Magistério da Igreja e com o Papa, não tem autoridade nenhuma.

Sobre esse assunto veja este artigo:

http://www.veritatis.com.br/article/3961
Alex disse…
CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA

2246. Faz parte da missão da Igreja «proferir um juízo moral, mesmo acerca das realidades que dizem respeito à ordem política, sempre que os direitos fundamentais da pessoa ou a salvação das almas o exigirem utilizando todos e só os meios conformes com o Evangelho e o bem de todos segundo a variedade dos tempos e circunstâncias» (31).

2242. O cidadão é obrigado, em consciência, a não seguir as prescrições das autoridades civis, quando tais prescrições forem contrárias às exigências de ordem moral, aos direitos fundamentais das pessoas ou aos ensinamentos do Evangelho. A recusa de obediência às autoridades civis, quando as suas exigências forem contrárias às da recta consciência, tem a sua justificação na distinção entre o serviço de Deus e o serviço da comunidade política. «Dai a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus» (Mt 22, 21). «Deve obedecer-se antes a Deus que aos homens» (Act 5, 29):
«Quando a autoridade pública, excedendo os limites da própria competência, oprimir os cidadãos, estes não se recusem às exigências objectivas do bem comum; mas é-lhes lícito, dentro dos limites definidos pela lei natural e pelo Evangelho, defender os seus próprios direitos e os dos seus concidadãos contra o abuso dessa autoridade» (27).

http://www.vatican.va/archive/cathechism_po/index_new/p3s2cap2_2196-2557_po.html
Alex disse…
Para quem quer saber quem é verdadeiramente a CNBB e a que ideais e a quem ela serve, bem como quem são certos maus bispos e maus padres, ver o site Fratres in Unum:

http://fratresinunum.com/

Postagens mais visitadas deste blog

Uma proposta de emenda à Constituição

Curso de extensão em Bioética na Católica de Anápolis

O ventre que me trouxe